fbpx
Passamos 2 dias em Amsterdam e, de todos os lugares do nosso mochilão, foi onde passamos mais frio!
Uma cidade cheia de detalhes, com uma arquitetura bem diferente, com todo o charme dos canais, uma infinidade de bicicletas e os famosos barcos casas que não conseguíamos parar de fotografar e desejar morar nem que só uma semana, dentro de um deles!
A primeira parada, a “casa” da Heineken. A primeira fábrica que foi fundada a mais de 150 anos!
Sem dúvida uma parada obrigatória pra mim e pro Djoni – moderados mas super apreciadores! haha
No letreiro “I amsterdam” a parada é obrigatória, né? Mas acho que foi o lugar de maior aglomeração de turistas! Demoramos até conseguir a nossa foto, mas não desistimos!
Tínhamos ainda muitos lugares pra visitar, passeamos pela Bourboun Street, almoçamos quase no final da tarde e logo logo escureceu.
Ainda a caminho do Hotel, passamos pelo Mercado de Flores e só ficamos imaginando a festa que a mãe e a sogra fariam, certamente alí seria onde elas deixariam todo o dinheiro da viagem!
A gente até gostaria de ter curtido a noite em algum barzinho, mas além da temperatura que ficou muito mais baixa do que o esperávamos pegar, Amsterdam foi o lugar onde estávamos mais cansados! Nunca vamos nos esquecer, a caminho da “Red Light District” (não tinha como não ir dar uma espiada), nós quatro já não aguentávamos mais caminhar, as pernas já bambeavam de cansaço e o frio era intenso como no inverno! Ficamos igual crianças, olhando de longe as “vitrines”. Achamos aquilo tudo tão maluco – talvez até um pouco demais pra nossa cabeça casanda, rsrs – voltamos pro hotel pra descansar e poder aproveitar melhor o dia seguinte.
Começamos o dia seguinte no “SexMuseum” Oo que funcionou +/- como as vitrines na noite anterior, olhamos de longe algumas coisas, outras segurávamos as piadinhas e por fim saímos de olhos arregalados, olhando um pro outro, ainda sem acreditar em muitas figurinhas que vimos!
Depois disso optamos por programas mais lights, como a Casa de Anne Frank, passear pelas ruelas, apreciar os canais, as lojinhas, conhecemos um parque e tiramos algumas fotos de nós todos juntos, coisa rara nessa viagem, já que um casal tirava as fotos do outro.
Em Amsterdam apreciamos muito os detalhes da cidade e descobrimos vários outros sobre nós mesmos. O principal deles? Que não temos maturidade nenhuma pra muitos assuntos dessa vida!

 

Deixe uma resposta

Fechar Menu